In Aleatório Sobre a Autora

A ansiedade e nossas lutas

Me disseram que depressão e ansiedade são sinais de luta, e não de fraqueza, e com certeza essa é uma das frases mais verdadeiras que já ouvi em minha vida. Apesar do pouco tempo tendo que aprender a conviver com a ansiedade, apesar de ainda não entender o porquê de seu tamanho prazer em me fazer refém de mim mesma e roubar de mim bons momentos, apesar de ela as vezes me fazer acreditar que ela é tudo que eu tenho, eu sigo lutando contra ela, contra seu controle sobre mim, contra todas as coisas ruins que ela coloca em minha cabeça, e que as vezes me faz pensar que são reais.
Eu sei que não sou a unica jovem nesse mundo que sofre com essa maldita, e infelizmente também sei que não serei a última a ter que aprender a lidar com ela. Eu sei que alguns dos que sofrem com ela nem sabem de sua existência, e outros sentem vergonha em admitir que ela está ao seu lado sempre. Eu sei que alguns não recebem apoio algum da família, e outros são como eu, que recebem apoio, mas sempre estão a dar o máximo de si para que a família e os amigos entendam que não é frescura, que não é tão fácil não a deixar nos manipular, eu sei que ainda temos que convencer pelo menos meio mundo de que a ansiedade, a depressão, a bipolaridade, e qualquer outra doença mental é tão perigosa quanto um câncer, quanto qualquer doença. Mesmo que não mate tanto quanto o câncer, ou infarto, são doenças que matam pouco a pouco, e as vezes não mata o nosso corpo, não para nosso coração, as vezes mata nossa ser, nosso subconsciente que com tempo sede e acaba nos tirando a vida.
Não é fácil manter o controle, não é fácil se manter positivo, não é fácil simplesmente não deixar de acreditar nos pensamentos ruins que se instalam, não é fácil ver que toda a pessoa alegre que você foi um dia está perdida dentro de você. Deus, as vezes dormir não é fácil, assim como levantar e fazer algo no outro dia. Não é fácil ter que lidar com um monstro que está instalado na sua cabeça, ter uma doença mental não é fácil. E eu queria tanto que as pessoa entendessem isso, queria tanto que elas se preocupasse de verdade com quem sofre desses males, eu queria tanto poder contar mais do que com um psiquiatra para me ouvir, e me ajudar. Eu queria tanto que as musicas falassem disso como algo bom, queria que as pessoas soubessem que não há nada de bonito nisso, queria que soubessem que isso são doenças e precisam de atenção.
Mas voltando a frase que me deu a inspiração a esse texto, ansiedade e depressão são sinais de lutas, lutas do passado e do futuro, lutas diárias para se manter bem, equilibrado, lutas para ser mais forte do que alguém pode imaginar, sinais de quem luta sozinho com meditação, hipnose, e outra coisa que lhe torne bem, sinais de quem luta com ajuda de remédios, calmantes, sinais de quem luta com a ajuda dos amigos ou psiquiatras, sinais dos meus dias de luta e dos seus, sinais de quem é mais forte do que pensa. Eu entendo a luta diária que é tentar se sentir bem, se instabilizar, eu entendo que tem dias que sua ansiedade ou depressão vai ser mais forte que você e você vai deixar que ela te domine, mas eu sei que depois das crises você acaba se sentindo mais motivado a por um fim nisso, pois é horrível se sentir assim, mas não pense em suicídio, procure ajuda, seja médica, religiosa, ou de qualquer outra técnica que te ajude a continuar vivendo e lutando, contra a sua ansiedade, e pelos seus sonhos.
Sua ansiedade, ou qualquer outra doença que você tenha, não faz de você uma pessoa mais fraca, ou "fresca", ela te torna um ser humano incrível pelo simples fato de que você consegue levantar da cama, e lutar contra ela todos os dias. Você é mais forte do que imagina, nunca se esqueça disso!

Com amor, Carol.





Related Articles