In Assexualidade Poemas

Orgulho

Eu ouvi algumas vezes que isso não é quem eu sou
Mas sim uma doença que me impede ter desejo
Mas eu tenho desejo, não como os demais, mas eu o tenho
Eu ouvi inúmeras vezes daqueles que cativava um amor puro
Que eu não era boa para se ter um relacionamento
Que eu não era "namorável"
Mas eu sou boa, eu sou namorável, eu sei que sou, tenho que ser
Eu ouvi de algumas pessoas de pesamento ignorante que se sou assexual
Significa que sou uma ameba e assim vou me reproduzir de forma assexuada
E ficar sozinha para sempre
Mas isso não tem nada a ver com quem eu sou
Eu não sou uma maldita ameba, eu não vou ficar sozinha para sempre
Eu li por ai que meus amigos estavam sendo obrigados a transar
Mesmo que não houvesse desejo, mesmo contra sua vontade
Tudo isso porque eles não queriam terminar o namoro
Tudo isso porque eles não queriam perder alguém por serem quem são
Mas pessoas que vão embora por sermos quem somos
Não são pessoas que merecem estar na nossa vida...
Eu ouvi que sou um tipo de fetiche
Porque já que eu não sinto o desejo como as demais pessoas
Me forçar a sentir tal desejo seria legal
Mas eu não nasci para satisfazer seu maldito fetiche...
Eu ouço, leio e vejo vários absurdos, várias coisas triste
A respeito de algo que eu não escolhi pra ser
A respeito de algo que nunca me perguntou se eu queria para mim
Eu não escolhi ser assexual, eu não pedi para ser assim
E eu não posso fazer nada para mudar isso
Porque é parte de mim, do que sou e sempre vou ser
E eu amo essa parte de mim
Porque é a parte mais verdadeira a respeito de outro alguém que eu posso ter
Porque simplesmente é parte de mim
Eu sou assexual e me orgulho disso
Não importa o quanto me chamem de doente,de inamorável, de qualquer merda que for
Nada irá mudar o fato de ser quem sou e de amar isso...

C. M. De Lima

Créditos na imagem

Related Articles

Instagram

Flickr Images

Like us on Facebook