In Causas sociais Fotografia Fotos Sobre a Autora

Nunca o suficiente

"Podia ser mais magra" "Podia ser mais gorda" "Podia deixar o cabelo crescer" "Você ficaria mais bonita se emagrecesse um pouco" "Você devia procurar um médico, deve estar com anemia" 

Por que não importa o que eu faça eu nunca serei o suficiente?  Por que não importa o quanto eu emagreça, ou quanto o meu cabelo cresça, eu não serei o suficiente? Por que me dizem que para ser bonita tenho que ser como as garotas das revistas, sendo que até a beleza delas não existe? Por que até mesmo minha família insisti em dizer que não o suficiente? Por que para todos eu nunca serei o suficiente?
Eles calam minha boca, prendem minhas mãos, e dizem "FECHE A BOCA E EMAGREÇA!", eles riscam meu corpo, e querem arrancar dele pedaços, que de acordo com eles está atrapalhando, que de acordo com ele está me tornando feia. Eles criam para mim um imagem de corpo que nunca existiu e talvez nunca exista, eles querem me dar o título de "mulher perfeita" sendo que eu nunca pedi por esse título, sendo que eu nunca quis ser perfeita, porque a perfeição nem se quer existe. Eles que me transformar em algo que agrade os olhos, os olhos deles.
Desde que sou pequena se ouço as mesmas coisas sobre como ser bonita, e sobre como os homens amam as garotas das revistas, desde pequena tenho a mente assombrada por padrões e esteriótipos que eu nunca consegui alcançar, que eu nunca imaginei em mim. Desde pequena minha mente alimenta pequeno monstros que me sussurram ao ouvido coisas ruins sobre minha imagem no espelho, pequenos monstro que com o passar dos tempo se tornaram gigantes e que são extremamente difíceis de se derrotar.
O padrão que colocaram sobre nós, as coisas que todos querem que sejamos, está nos matando, e eu não estou falando apenas de mulheres, mas também de homens, e de toda uma parte da humanidade de uma forma geral que acredita não ser o suficiente para ninguém, que acredita que nunca será bonito ou atraente se não for como nos disseram. Nossa sociedade doente nos ensinou a odiar o que somos, mas está na hora de começarmos uma revolução, e passar a nós amar, e mostrar a essa merda de sociedade que nós somos mais que o suficiente não importa o que ela diga ou queira de nós....

C. M. De Lima



Related Articles