In Poemas

Maldito você

Eu sei que depois de tudo 
Eu não deveria estar sentindo sua falta
Eu sei que depois de tudo que dissemos
Eu não deveria mais pensar em você
Eu sei que depois de todas as farpas pesadas que trocamos 
Eu não deveria mais imaginar algum "nós"
Mas esse meu coração é estúpido 
Sempre foi e sempre irá ser 
Ele insiste em te querer, em te amar, em te esperar
Ele não quer saber de outras paixões, outros amores
Ele é um maldito teimoso, igual a você...
Eu sei que talvez não nos faltem motivos para ficamos longe um do outro 
Eu sei de tantas coisas que gostaria de não saber
E todas essas coisas me maltratam 
As vezes é meio horrível saber demais não é?
Eu me pergunto se essa saudade um dia vai acabar
Se um dia eu vou deixar de te desejar ao meu lado 
Se um dia eu vou deixar de querer me esconder nos teus braços 
Toda vez que meus monstros me atingirem 
Toda vez que tempestades me assustarem
Eu me pergunto se um dia vou parar de desejar tanto meu corpo junto ao seu
Se um dia eu vou deixar de te amar tanto 
E parte de mim quer muito que isso aconteça, para que toda essa dor vá embora
Mas uma pequena parte de mim não deixa que isso aconteça
Porque essa pequena parte, acredita que você vai voltar
E tudo vai ficar bem
Maldita parte de mim...
Eu que nunca fui de odiar o que sinto por alguém
Eu que nunca fui de odiar nada 
Odeio te querer tanto, e não ter uma pontinha de você
Odeio tudo isso que sinto, e toda essa intensidade com que sinto 
Odeio esse maldito coração teimoso que escolheu você
Mas não consigo nem por um milésimo de segundo odiar você
Maldito você...

C. M. De Lima


Related Articles