Ansiedade

11:19 PM

As vezes sinto que ela me toma em seus braços e me faz flutuar entre o bem e o mal
Me deixando neutra quanto a todas as questões sentimentais
Outras vezes sinto ela me jogar lá no alto, como uma criança feliz brincando
E na pior das vezes é quando ela me deixa cair, sem amparo, sem nada
Apenas permite que eu caia no vazio e no final me toma em seus braços outra vez
Apertando meu peito, meu pescoço, e me trazendo dores e problemas
Que só existem na minha imaginação, e que me fazem pirar completamente...
Ela sussurra em minha mente medos insanos, e irracionais
Pois ela não me quer bem, e nem tão pouco longe de casa
Tudo que ela quer é minha insanidade, minhas lágrimas e meu medo
Tudo que ela quer é que eu me entregue aos cuidados dela
Para que ela enfim termine de destruir minha mente...
Mas eu sou muito teimosa, eu não deixo que ela me destrua
Nem tão pouco que deixe minha mente se perder em medos
As vezes ela consegue ser mais forte que meus bons pensamentos, e meus remédios
Mas isso acontece com todos que a conhecem...
Quando ela me segura em seus braços me faz de brinquedo
Me deixa feliz, me deixa triste, me faz se sentir bem, me faz se sentir inútil
E embora isso pareça algo bonito, ou algum romance
Não há nada de lindo ou romântico nisso
Afinal, as pessoas se assustam com ela, acham que ela é só algo passageiro
E muitas acabam partindo por medo de terem que viver com ela do jeito que eu convivo
Não há nada de bonito nela, nem a forma que me trata
Podemos dizer que eu ela temos um relacionamento abusivo
Onde ela tira meu sono, me causa dores estranhas, e me deixa com medos estúpidos
Ela não me quer perto dos meus amigos, e as vezes nem perto da minha família
Ela me quer apenas para ela e seu prazer de me torturar
E mesmo que ela seja boazinha comigo as vezes, eu sei que será apenas um breve momento...
Saber que fui eu quem a criou, e que somente eu poderia a controlar
As vezes me assusta, pois parece muita responsabilidade para alguém só
Mas então me lembro, que nunca será somente eu tentando a controlar
Sempre terei aqueles que me amam, e ficaram para me ajudar a lidar com ela
E com todo o apoio, carinho e talvez alguns remédios
Eu irie a controlar, mesmo com dias de recaídas
Mas talvez um dia eu e ela poderemos ser amigas, e ela deixará de ser um problema
Será só mais um pequeno detalhe em minha vida...

C. M. De Lima




You Might Also Like

0 comentários

Like us on Facebook

Flickr Images