Creepypasta- A Fita (Escrita por fã)

5:29 PM

"Creepypastas são lendas, ou contos fictícios de um determinado assunto, tais como desenhos, games ou fatos reais, que são jogados na internet, na maioria das vezes, para polemizar o assunto. Mas..., e se elas forem reais?"

A Creepypasta a seguir, narra o relato de um jovem que, teve sua infância mudada por conta de um jogo de video-game. Boa leitura...

"Bom..., por onde começo? Me apresentar talvez? É... é bom que me conheçam.
Me chamo Cristian, mas curto que me chamem de Cris, minha idade atual é de 22 anos, mas isso que vou lhes contar, ocorreu quando eu era apenas um garotinho de 8 anos de idade. 8, 9, não lembro ao certo, mas foi mais ou menos nessa época.
Assim como todo garoto de minha idade, eu era levado, gostava de me aventurar, típico de uma criança. Eu não saía de casa, minha mãe não deixava, então ficava em casa com meu Super Nintendo, jogava dia e noite,
Até que um belo dia, minha querida mamãe deixou que eu fosse a rua, brincar com meus amiguinhos, porém, estipulou um horário, as 18:00 hrs eu deveria estar em casa, nem um minuto a mais.
Como eu era o caçula do grupo, eu tinha que aceitar todas as coisas que meus amigos quisessem fazer. E para meu azar, naquele dia a aventura passou um pouco dos limites da minha coragem, eles queriam(não vou falar invadir, porque já estava toda aberta), mas "visitar o velho casarão abandonado do bairro. "Huehuehue, que clichê, casarão abandonado". Fazer o que, foi bem assim.
Vou encurtar a história. Entramos lá, alguns com medo, outros não, vasculhamos e passamos a tarde inteira lá. Foi quando estávamos indo embora, achei um Nintendo igual o meu, sem controle, sem fonte, apenas o console e uma fita. Como eu era curioso, rapidamente peguei a fita e fui embora. Em casa resolvi testar o novo game, não tinha adesivo ou rótulo indicando o nome. Então liguei o console.
De inicio parecia um jogo normal, musica de fundo, animação, tudo OK. Mas quando se iniciou mesmo, que começou a ficar tudo estranho. A tela ficou MUITO escura, até tentei aumentar o contraste da TV, mas nada adiantava.
A primeira animação mostrava um homem chorando, os olhos vermelhos, e me pareciam ardidos de tantas lágrimas, notava-se de longe a tristeza em seu olhar, sua roupa estava toda vermelha, mas era sangue, notei isso quando vi a mesma coloração em uma poça que estava formada no chão. Até então não entendi a tristeza dele. Será que cometeu um assassinato? Isso explicaria o sangue no chão. Ou perdera a mãe, mulher ou filha? Sei lá, mas tudo piorou a partir dai.
O jogo começa...
Estava com muito medo, mas a curiosidade falava mais alto, passei algumas fases, até então "tudo bem". Foi quando em uma delas o fundo fica totalmente preto, e eis que surge do nada uma espécie de demônio, sim, era um demônio, igual aquelas imagens que vemos em livros. A partir dai, começa um dialogo entre o homem e o demônio, até rola uma legenda na parte inferior da tela, mas de nada servia, estava em uma língua totalmente desconhecida, até porque eu tinha 8 anos, mas não eram letras, eram símbolos. isso dura uns 4 minutos, até que o homem se ajoelha, meio que aceitando algo, provavelmente o demônio impôs alguma condição e o homem aceitou, o que se encaixava ao começo do jogo, e vi que o homem queria vingança. Passada a animação, começa o jogo de novo, e a medida que eu passava as fases, tudo ficava estranho, assustador e chocante.
Até que em uma das fases, o personagem entra em uma vila, controlado por mim, é claro. Tinha animais, pessoas e tudo mais nessa vila, até que ao acionar o botão B, o homem começa a espancar brutalmente um dos animais. Dei um pulo da cama e larguei o controle no susto. Fiquei uns 15 minutos, por aí, sem jogar, com medo daquilo, mas eu tinha que zerar isso, zerar um game era um desafio para alguém da minha idade, ainda mais aquele.
Voltei a jogar e infelizmente tive que repetir essa mesma ação ao longo do jogo. E a medida que eu passava as fases, a violência e carnificina aumentava, novos tipos de animais eram espancados, as coisas ficavam mais difíceis a cada fase.
Até que em um certo nível do jogo, me deparo com uma cena realmente chocante, meu personagem começa a bater e matar com os mais diversos instrumentos outras pessoas a troco de drogas. Sim cara, acém de espancar animais e matar pessoas, meu personagem se drogava. Eu estava horrorizado, tudo aquilo era muita coisa pra alguém de 8 anos, mas me senti um pouco aliviado, pois o mapa estava chegando no fim. Passei mais algumas fases, e enfim, cheguei na ultima.
Até que cheguei ao ápice do meu medo, a casa da ultima fase era simplesmente igual a casa que encontrei a fita, eu já estava no final, ultima fase, não podia desistir. Dei inicio ao ultimo capitulo que aterrorizou a minha infância.
A medida que eu passava a fase, mais eu me assustava e chorava, pois os passos que o personagem deu dentro da casa, foram os mesmo que eu dei na casa onde encontrei a fita. Percebi que estava no final da fase, porque a alguns passos estava o quarto onde encontrei essa maldita fita.
Ao entrar no quarto, a trilha mudou, e o fundo também, e no lugar do Nintendo, estava um outro demônio, muito maior que o que eu encontrei no começo do jogo. Antes da batalha contra o chefão final, o homem usou as ultimas drogas que ele tinha, e foi a luta, era estranho, porque da mesma maneira que no decorrer do jogo, ele espancava animais de novo, não tinha sentido nenhum. Depois de tanto lutar, enfim eu o derrotei. Me senti feliz, porque o pesadelo tinha acabado. Então uma ultima animação começou.
Mostrava o demônio derrotado, e o homem andando, até que parou em frente a um anjo, trocam um pequeno diálogo, mas a ultima frase estava em português, e dizia:
"Mario, a princesa está em outro castelo!"
Depois desse dia, a fita nunca mais pegou.
Bom, essa foi a minha história, estranha, eu sei, mas ela foi real, vai de vocês acreditar ou não.

"Viu como uma história narrada de uma maneira diferente pode tomar outro rumo? Pois é, isso é apenas uma Creepypstas, mas..., e se ela for real?"



Feita por: ~Cacciatore
Créditos da imagem: Minilua.

You Might Also Like

0 comentários

Like us on Facebook

Flickr Images